Itapevi promove Campanha Maio Amarelo “Juntos Salvamos Vidas”  - L10 NOTÍCIAS

Itapevi
Ferramentas
Tipografia
  • Minuscula Pequena Media Grande Gigante
  • Padrao Helvetica Segoe Georgia Times
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Mobilização tem como propósito de reduzir acidentes e mortes no trânsito, além de promover ações nos semáforos de distribuição de panfletos e de antena corta-pipa, colocação de faixas e performance cultural de artistas da cidade

Neste mês, a Prefeitura de Itapevi coloca em prática a Campanha Maio Amarelo 2022 com o objetivo prevenir e reduzir os acidentes de trânsito por meio da conscientização popular.

Com o tema “Juntos salvamos vidas”, definido pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito), o Maio Amarelo da Prefeitura terá intervenções artísticas nos semáforos dos artistas da Secretaria de Cultura do município.

Haverá ainda ações com faixas informativas nos semáforos, colagem de adesivos e entrega de guarda lixos nas principais vias de Itapevi. A Prefeitura também irá realizar blitzes e a distribuição de folhetos sobre prevenção de acidentes e de antenas corta-pipas nas principais vias e avenidas no Centro da cidade.

“Ao trabalharmos juntos e de forma consciente podemos evitar acidentes e que a nossa população não seja vítima no trânsito”, declara o Prefeito Igor Soares (Podemos).

Sobre o Maio Amarelo

O movimento Maio Amarelo nasceu em 2014 e fomenta uma ação coordenada entre o poder público, iniciativa privada e sociedade civil para discutir o tema segurança viária com o objetivo de reduzir os acidentes e mortes no trânsito.

A escolha do mês de maio ocorreu pela Organização das Nações Unidas (ONU) ter definido a Década de Ação para Segurança no Trânsito em 11 de maio de 2011. Já a cor amarela simboliza sinalização e alerta no trânsito.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), estima que 1,9 milhão de pessoas devem morrer no trânsito em 2020 (passando para a quinta maior causa de mortalidade) e 2,4 milhões, em 2030. Nesse período, entre 20 milhões e 50 milhões de pessoas sobreviverão aos acidentes a cada ano com traumatismos e ferimentos. 

O último dado de mortes no trânsito ocorridas no Brasil, disponibilizado pelo Ministério da Saúde, registrou em 2019, cerca de 30 mil vidas perdidas. Ainda não há números oficiais e consolidados do total de mortes no trânsito em 2020, pelo Ministério da Saúde (DataSus).

 

 

Da redação
Foto: Pedro Godoy - ExLibris PMI